Header Ads

Seis das 10 maiores cidades da região de Campinas fecham janeiro com maior nº de casos de toda pandemia

 


Indaiatuba, Mogi Guaçu, Mogi Mirim, Paulínia, Valinhos e Vinhedo tiveram recorde de confirmações no mês passado. Já a metrópole registrou 3.485 infectados, mas ainda não chegou ao patamar de março de 2021.

Seis das 10 maiores cidades da região de Campinas (SP) tiveram, em janeiro, o recorde de casos de Covid-19 em toda a pandemia. São elas: Indaiatuba (SP), Mogi Guaçu (SP), Mogi Mirim (SP), Paulínia (SP), Valinhos (SP) e Vinhedo (SP).

O levantamento foi feito  junto às prefeituras dos 31 municípios da área de cobertura. Veja detalhes abaixo:

Indaiatuba

A Prefeitura de Indaiatuba informou que em janeiro o município registrou 10.894 casos positivos de Covid-19. Até então, o mês com maior número de infectados havia sido junho de 2021, com 4.395 registros.

Mogi Guaçu

Mogi Guaçu fechou o mês passado com 4.001 novos casos. Antes disso, o mês recorde havia sido junho de 2021, quando foram 3.567 confirmações.

Mogi Mirim

Mogi Mirim teve 5.221 casos de Covid em janeiro. Anteriormente, o mês de mais confirmações também era junho do ano passado, com 1.728 infectados.

Paulínia

Paulínia informou que, no mês de janeiro, contabilizou 3.160 pacientes que testaram positivo para a doença. O segundo mês que mais registrou casos foi março de 2021, com 1.942 confirmados.

Valinhos

O município de Valinhos registrou 4.140 casos de Covid em janeiro. Até então, o mês com mais registros era março de 2021, com 2.004.

Vinhedo

De acordo com a Prefeitura de Vinhedo, o município teve 2.045 novos casos da doença em janeiro. Anteriormente, o período com maior número de infectados era janeiro de 2021, com 780 testes positivos.

Mais recorde

Além das 10 maiores, outras seis cidades da região apresentaram recorde de casos positivos em janeiro: Águas de Lindóia (1.006 casos); Amparo (5.306); Artur Nogueira (2.111); Louveira (2.298); Morungaba (525); Tuiuti (504).

Situação em Campinas

A Prefeitura de Campinas informou que a metrópole não bateu o recorde de casos da pandemia de em janeiro. Ao todo, foram registrados 3.485 infectados, sendo que, na metrópole, o mês com maior número de registros continua sendo março de 2021, com 16.744 pacientes positivos.

Vacinação

Segundo estatísticas do governo de São Paulo, 79,23% da população das 31 cidades da área de cobertura do g1 Campinas foram imunizadas com duas vacinas ou dose única contra a Covid-19. 




Fonte: G1

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.