Header Ads

Paulínia vai contratar emergencialmente 71 profissionais de Saúde

 


Motivo é a alta demanda de pacientes no hospital municipal, resultado do surto gripal e da quarta onda da Covid-19 que atingem o município

A Prefeitura de Paulínia vai contratar emergencialmente 71 profissionais de Saúde por causa do aumento da demanda no Hospital Municipal “Vereador Antônio Orlando Navarro” em função do surto gripal e da pandemia da Covid-19.

A lista dos convocados foi publicada na edição desta terça-feira (25) do Diário Oficial do Município, a partir da página 6. “Os profissionais estão sendo chamados através do contrato emergencial, estabelecido pela Prefeitura em 2020, logo no início da pandemia”, anunciou o prefeito Du Cazellato (PL).

A Prefeitura convocou três analistas clínicos, 15 enfermeiros e 53 técnicos de enfermagem. Esses profissionais de Saúde irão atuar na Unidade Respiratória (UR), Enfermaria Respiratória (ER) e Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital municipal de Paulínia.

“A medida se fez necessária devido ao expressivo aumento do número de pacientes que procuraram a UR no mês de janeiro”, justificou o prefeito. “Segundo relatório do hospital, os atendimentos saltaram de 77/dia, em dezembro de 2021, para 319/dia, no primeiro mês do ano.”

De acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Prefeitura, com dados atualizados até o dia 20 passado, Paulínia registrou 1.583 testes positivos para Covid-19 somente nos primeiros 20 dias deste ano.

Desde o início da pandemia, já ocorreram 313 mortes de moradores de Paulínia. Cerca de 19,1 mil habitantes foram contaminados e 21 doentes estavam internados no hospital municipal em decorrência da Covid-19 no último dia 20: 14 em vagas de UTI, sete com exames positivos e sete suspeitos; além de mais sete acomodados em leitos clínicos – todos esses positivados para a doença.


Fonte: 24hrs

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.