Header Ads

E começa mais um ano, o que fazer?

 


Covid 19 - A missão

Há praticamente dois anos que estamos nesta luta desleal de nos protegermos deste vírus tão letal, que já dizimou famílias inteiras e separou entes queridos onde se restou apenas uma vaga lembrança de sua existência com um velório longínquo, onde não pudemos nem nos despedir.

Hoje chega mais uma variante, o ÔMICRON, que segundo relatos iniciais, diz ser menos agressivo e consequentemente menos letal, mas que já foi relatado esta semana ter feito sua primeira vítima em Goiás, um homem de 68 anos com diversas morbidades e já imunizado com a terceira dose da vacina.

Isto nos alerta que ainda não podemos relaxar, devemos evitar aglomerações, usar mascara em ambientes fechados, evitar sair desnecessariamente, restringirmos convívio e nos protegermos, para que isto acabe.


Paulínia e o ônibus?

Não é de hoje que a nossa cidade vem enfrentando uma crise do transporte urbano. Reclamações e mais reclamações acontecem em grande escala tanto do antigo prestador, como do atual.

A empresa atual Terra Transportes, que é o que importa, pois o antigo já não nos atende mais, deve ser cobrada a partir de já, pois assumiu um novo contrato e deverá nos atender por diversos anos, então vejo que já esta na hora de investir em Veículos mais novos ou zero, com toda a infraestrutura necessária para atender bem nossos munícipes.

Sumaré, a cidade que não evolui

A cidade de Sumaré tem uma vasta área e com problemas primário como asfaltos esburacados, falta de galeria ou bueiros para escoamento, sistema de saúde precária, sistema de ensino precário, segurança obsoleta e por aí vai.

Quem mora em Sumaré vê a olho nu terrenos baldio lotados de entulhos onde munícipes colocam fogo e a cidade no período da noite cheira a fumaça. Coisa que não ocorre ou se ocorrer é em baixa escala, o bairro do Matão, que é onde o prefeito e deputado tem origem e assim cuidam apenas de lá, fora a fábrica de multa que investem em grande escala.

A família Dalbem detém o poder da cidade a décadas e vendem um ouro de tolo para se perpetuar no poder, até quando isto?

O prefeito Luiz Dalbem, filho do Deputado Dirceu Dalbem deve se atentar nestes três últimos anos de mandato e fazer algo diferente, o "feijão com arroz" já melhoraria a cidade e assim modificariam a impressão que tem nos deixados decepcionados com tal gestão, apenas uma dica viu prefeito

Eleições 2022

Este ano teremos que ir as urnas novamente, para escolhermos nossos representantes na esfera Estadual e Federal. Serão preenchidos os cargos de Deputados Estaduais e Federais, Governadores, Senadores e presidente da República.

A corrida para a cadeira maior ou seja a Presidência já começou a mais de dois anos, são pesquisas e mais pesquisas fraudulentas divulgadas, implantação da teoria do caos, idolatria descabida, fakenews aos montes e críticas a ações, ou falta delas, onde tais problemas foram causados por quem se defende, e assim transferem automaticamente a responsabilidade do erro.

Precisamos nos atentar a tais críticas, por exemplo, o aumento dos combustíveis se deu pela quebra da estatal PETROBRAS, que sofreu diversos desvios na era PT, como mensalão, mensalinho, superfaturamento em obras, direcionamento de contratos, uma verdadeira formação de quadrilha, sem contar os investimentos fora, como a compra da Refinaria de PASSADINA e a construção da USINA DE GÁS da Bolívia. 

Esta última uma vergonha, porque depois de construída, Evo Morales, presidente do país na época, invadiu com meia dúzia de soldados com armas obsoletas e sem estrutura militar, assumindo o empreendimento que segundo contrato nos pertencia, e o presidente do nosso país da época, Luiz Inácio LULA da Silva, nada fez para nos defender, aliás fez sim, acordou comprarmos tal gás a valores absurdos. Isto prova que houve acordo escuso, tanto na inércia de reivindicar de volta o que era nosso, como houve algo escondido no reacordo de compra de tal gás.

Temos que buscar a informação e filtrar sua veracidade, para que erremos menos em nossas escolhas, pois serão mais quatro anos de sofrimento e dificuldades, e se escolhermos mal, teremos que amargar muito mais do que já está previsto perante toda esta crise que é mundial, e já temos nossa crise interna para enfrentarmos, não precisamos de mais uma. Escolhermos bem fundamentado nossos representantes vai ser fundamental, para termos um pouquinho de tranquilidade neste próximo mandato.

Bom, termino por aqui, com as benção de Deus e lhes desejando um ótimo ano!!! Até....


Marquinhos Somar - Colunista, jornalista, marketing digital, arte finalista e administrator.


Contato: 19 97406 0610

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.