Header Ads

Seo Services

Paulínia registra 153 acidentes de janeiro a maio de 2020


Relatório aponta que cidade registrou 7 mortes, contra duas do mesmo período do ano passado.

 

Do total de ocorrências, 17 aconteceram na rodovia que passa pela cidade,  com duas mortes

Paulínia apresentou 153 acidentes não fatais (apenas danos materiais) de janeiro a maio de 2020. O mês de janeiro teve 36 ocorrências, fevereiro 33, março e maio, 31 cada e abril 22. Uma redução de 9,46% em comparação ao mesmo período de 2019, que teve 169, de acordo com levantamento da Infosiga SP, sistema de dados do Governo de São Paulo gerenciado pelo programa Respeito à Vida.

Do total de ocorrências, 17 foi registrado em trecho da rodovia Professor Zeferino Vaz (SP-332) que corta a cidade, onde  aconteceram duas mortes na rodovia. Os demais locais são: Avenida José Paulino: 16 acidentes e 1 morte; Avenida presidente Juscelino Kubitscheck: 8 acidentes, com duas mortes; Avenida João Aranha: 8 acidentes; Avenida Antônio Batista Piva: 8 acidentes; Avenida Prefeito José Lozano Araújo: 6 acidentes; Avenida Oswaldo Piva 5 acidentes; Avenida Fausto Pietrobom: 4 acidentes e Avenida Paulista: 4 acidentes.

Os períodos e dias da semana com maior incidência é manhã e noite de sexta-feira e noite de segunda-feira, com 10 acidentes cada, seguido pela manhã de domingo (9) e tarde de sábado, com 9 acidentes cada.

Dos acidentes, três tipos chamam atenção: colisão (22 ocorrências), choque (5) e atropelamento (3). Na estatística, 8 aparecem como não definido no registro.

Dos 153 acidentes, 135, ou seja, 88,24% aconteceram em perímetro urbano (ruas ou avenidas) da cidade. Já 9,8%, em rodovia e 1,96% não disponível.

Os horários com mais acidentes de trânsito em Paulínia de janeiro a maio de 2020 continuaram sendo os considerados de pico: 6h, com 12 ocorrências; 11h, com 12; 17h, com 14; 18h com 12 e 19h com 14 ocorrências.

Mortes – Paulínia registrou 7 mortes de janeiro a maio de 2020. Foram 1 em janeiro, 2 em fevereiro, 1 em março, 1 em abril e 2 em maio. Em relação ao ano passado, o município aumentou em 250% as vítimas fatais. Em 2019, no mesmo período, foram registradas 2 vítimas. Das vítimas fatais, quatro sofreram auto lesão, 2 em carros e 1 em caminhão. A grande maioria, 90%, era do sexo masculino.

Paulínia registrou 2 acidentes fatais em 2019. Um aconteceu em janeiro e ou outro em abril. O primeiro envolveu um carro de passeio e o outro um ônibus. Foram dois óbitos envolvendo homens.

Perfil da vítima


No mês de maio, jovens com idade entre 40 e 44 anos representaram 28,47% das vítimas. Entre os motociclistas, essa proporção sobe para 71,42%, dos 7 acidentes fatais, 5 foi com moto. Em 57,14% dos casos, as vítimas fatais são os próprios condutores dos veículos. Homens seguem como as principais vítimas dos acidentes (85,71% do total), e as ocorrências estão concentradas nos finais de semana (51,7%) e no período noturno (54,8%). Cerca de 100% das vítimas faleceram nos hospitais.


Fonte: NP

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.