Header Ads

Seo Services

Mulher é morta a tiros após invasão de criminosos


De acordo com relatos do marido, Juliana Alves dos Santos teria se armado de um facão para defendê-lo de três criminosos que invadiram a casa do casal


Uma mulher de 37 anos foi morta a tiros na noite desta segunda-feira (29), em Sumaré. De acordo com relatos do marido dela à polícia, Juliana Alves dos Santos teria se armado de um facão e de uma faca para defendê-lo de três criminosos que invadiram a casa do casal no Jardim Manchester. O caso foi registrado como homicídio simples e será investigado pelo 3º Distrito Policial (DP). Ao lado do corpo da vítima foi achada uma réplica de revólver.

Não foi informado qual foi a motivação do crime. Mas de acordo com relatos do marido da vítima, um pintor de 56 anos, ao chegar em casa, por volta das 19hs, foi abordado por um homem que o chamou por seu apelido e na sequência pediu água. O pintor estacionava sua moto na garagem e após ouvir o pedido do homem e dizer que pegaria, seguiu até o portão para fechar. Neste momento, segundo o pintor, outros dois homens desceram de um Monza bege, que estava estacionado na frente da casa dele.

Os três indivíduos estavam armados e obrigaram a vítima a entrar para o imóvel. Com medo de que os criminosos fizesse algo para a mulher e o filho, de 16 anos, ele teria reagido a ação na tentativa de chamar a atenção de vizinhos, instante que a esposa saiu com um facão e uma faca nas mãos.

Ainda conforme relatos do pintor, na frente da casa das vítimas mora um policial e como um dos criminosos teria mandado a mulher soltar os objetos, pois se não ia “abrir fogo”, ele alertou os criminosos.

O homem foi colocado para dentro da residência, com o filho, e a mulher foi mantida na garagem com os criminosos. Não foi informado quantos entraram na casa ou quantos ficaram com a mulher.

Pouco tempo depois a família escutou um disparo e depois encontrou a mulher já em óbito. Um dos criminosos fugiu em um veículo, já os outros dois a pé.

A Polícia Civil e a Cientifica compareceram ao local e encontraram o simulacro, o facão e a faca ao lado do corpo da vítima. Juliana vai ser enterrada nesta quarta-feira na cidade natal dela, em Itambacuri, Minas Gerais.

Fonte: Correio

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.