Header Ads

Seo Services

Governo Dú Cazellato acata reinvindicações da AMSIP - Servidores Independentes


Atos do prefeito Dú Cazellato nesta quinta(23) foram em atendimeto a um protocolo feito pela Associação dos Servidores Independentes.


Na tarde desta quinta-feira(23), o prefeito Dú Cazellato, protocolou na Câmara Municipal o projeto de lei 50/2020 que trata do benefício de gratificação financeira no valor de R$ 431,35 que será pago, caso aprovado pela Câmara, à partir do próximo mês de agosto, aos funcionários da Saúde da prefeitura de Paulínia. Isto deu-se depois de algumas reuniões e um pedido formal protocolado pela AMSIP ( Associação Municipal dos Servidores Independentes de Paulínia ).

Em entrevista ao Portal Vizão, o presidente da Associação Roger de Souza afirmou que vê com bons olhos os atos do executivo: ..."Vejo com bons olhos os atos do prefeito Dú Cazellato, apesar das dificuldades que todos estamos tendo com esta pandemia que assola o mundo todo. Além de não ocorrer nenhum atraso nos pagamentos e com a liberação da 1º parcela de 13º salário da categoria, ainda acatou um pedido de direito trabalhista, junto com um pedido de benefício para os funcionários da Saúde que estão na linha de frente contra o COVID-19.

Isto demonstra claramente que o melhor caminho de defesa do direito e condições de trabalho da categoria é o diálogo e cooperação de idéias que fomentem tal defesa e benefícios. A AMSIP sempre ponderou estas negociações positivamente, com bastante diálogo, mas sempre firme no propósito de trazer um pouco mais de dignidade ao servidor." 

Roger de Souza também comentou: "Quando coincidentemente a Administração voltou atrás no projeto de lei 03/2020 que tratava da data base de 2019 e 2020 acordado em reunião com executivo e votado através de uma assembléia virtual histórica com mais de 3.000 votos conquistada por nossa Associação. Nós não saímos a campo em crítica a atual administração, sofrendo inclusive vários questionamentos de alguns servidores, sendo acusados levianamente até mesmo de conchavos políticos. Nunca demos atenção há determinadas críticas por acreditar que a palavra do prefeito e sua demonstração de preocupação com nossa categoria era legítima.

O prefeito Dú Cazellato nunca deixou de nos receber sempre mantendo um diálogo aberto com demonstração de realmente estar empenhado em atender nossas reivindicações com bastante seriedade e sempre acompanhado dos responsáveis para que juntos estudássemos uma solução. Reitero aqui que o diálogo é sempre o melhor caminho. Fazer estardalhaço com Outdoor e em rede social só piora a situação e não traz nenhuma solução. E sim atrapalha tudo, pois se torna um ato pessoal, e quando defendemos uma categoria inteira, o que menos importa é opinião e desejo pessoal. Mas sim o interesse de todos ou pelo menos da maioria, pois vivemos em um país democrático".

A AMSIP protocolou no dia 17 de julho de 2020 um protocolo de numero 14106/2020 na prefeitura sobre o ofício 004/2020, que tratava do projeto de humanização e valorização e a possibilidade da implementação do adicional de insalubridade de 40% aos servidores da Saúde.

Na parte de humanização foi pedido uma alimentação imunosupressora diferenciada, um espaço de café na unidade respiratória, uma área comum aos servidores para descanso, combate a prática do assédio moral, patrulhamento ostensivo ao redor do HMP e melhora da iluminação dos estacionamentos. Frisando que o benefício financeiro deveria ser estendido a todos os cargos e funções da Secretaria da Saúde impreterivelmente.

Reunião com Prefeito

Roger de Souza informou a nossa redação que, além desta medida do protocolo, também esteve reunido pessoalmente com o prefeito nove dias antes, no dia 8 de julho, onde na ocasião conversou sobre vários assuntos pertinentes ao servidor.

Dentre eles citou a necessidade de se criar um adicional de pandemia como gratificação e reconhecimento aos heróis da saúde. Voltou a conversar naquele momento sobre as questões da data base e possível implantação de um plano médico aos servidores. Também salientou o descontentamento medido perante uma pesquisa realizada pela AMSIP que apontava mais de 80% da vontade do servidor em realizar a total revisão do PCCV.

Em 1 hora de reunião o prefeito se mostrou interessado nestes pontos, chegando a anotar cada um deles e se comprometendo a levar para sua equipe técnica estudar uma possibilidade de execução das reivindicações propostas pela AMSIP.

Roger de Souza citou em entrevista que "A AMSIP nunca e jamais se furtará da luta em favor do servidor. Eu enquanto presidente e principalmente servidor público, não descansarei um dia sequer, sabendo de todas as demandas e particularidades de cada função. Sei que são muitos detalhes pertinentes a cada função, cargo e secretarias para a efetiva concretização do resgate da dignidade e respeito de todos os trabalhadores" 

Redação Portal Vizão  

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.