Header Ads

Seo Services

O mesmo pau que bate em Chico bate em Francisco......

Olá caros leitores, trabalhando que nem gente grande, mas realizado a contento, pois não dizem que o trabalho que engrandece o homem? Pois é, mas vamos ao que interessa, pois a coluna está apimentadíssima hoje trazendo as minhas mais SINCERAS opiniões acontecidas no último pleito.

O Chico...

Todos já estamos acostumados com este ditado popular, mas nem todos acreditam ou seguem tal conselho, prova disto que o Chico da vez foi o ex-prefeito José Pavan Junior (PSB), mesmo cassado seus direitos políticos se aventurou através de brechas na lei, e com uma liminar debaixo do braço registrou sua candidatura para concorrer a uma cadeira no legislativo estadual, com seu pessoal na esperança de terem um lugarzinho de novo ao sol, saiu tecendo campanha e pedindo voto a todos que viam, chegou-me umas informações extra-oficiais, ou seja, sem uma confirmação que tomaram a liberdade de ligarem pra algumas pessoas que foram ligadas a ele, e a meu ver um ato de desespero, ligavam na semana que antecedia a eleição, ele com sua esposa Lucila Pavan, impondo o voto em benefício próprio, quanto a isso são atitudes políticas de campanha que podem funcionar, mas mesmo com isso e tudo que fizeram não conseguiram decolar em quantidade de votos.

Faltou informação que alguém deu...

O início da campanha de Pavan (PSB) foi ilustrado pela deputada Luiza Erundina (PSB), em reunião e lançamento de campanha com a presença da ilustre deputada que também concorria ao pleito, e a história contada a ela era a defesa sobre as entidades que tiveram uma diminuição a verba destinada pelo poder público, o que não contaram a ela e eu fiz questão de informá-la, era que ela estava ao lado de um político que tem a ficha suja e também responde a diversos processos administrativos, que inclusive um deles já bloqueiam seus bens, também tomei a liberdade de informá-la que apesar de em seu mandato ele ter arrecadado mais de 4 bilhões, não existe uma obra se quer na cidade projetada e executada por ele, entrei em detalhes minuciosos do caos que se instaurou em nosso município durante seu mandato de 4 anos e sete meses, ela como sempre com sua postura ilibada tomou as devidas providencias e tirou o seu nome de circular com o dele.
Isto prova que o que ele conta por aí não são os fatos e sim factóides que vão de encontro aos seus interesses, por isso deixo aqui um recado que poderá interessar a quem o segue, ele sempre foi assim, enquanto servirem ele ta junto quando não servirem mais te vendem por qualquer coisa e aí vocês enxergaram que, o bonzinho já caiu por terra há muito tempo, e notaram quanto tempo perderam.

O Pau que bateu em Chico...

O pau que bateu no Chico foi o resultado que tai pra todos verem, afinal um ex- prefeito, que todos e inclusive ele pregam que foi o melhor pra Paulínia, ter apenas os míseros 3.488 votos e na soma total 5.195 votos, é surra pra ninguém botar defeito, o povo deu a resposta, que não quer ele de volta, me arrisco em dizer que nem pra sindico de prédio ele vai mais.
Com a votação de Pavan (PSB), comparando-se com a de Danilo Barros ( PC do B), constata-se que novas lideranças estão surgindo e não seria vergonha nenhuma para Pavan (PSB) se tivesse sido candidato respeitando a lei do ficha limpa e não da forma que ele se impôs . Parabéns ao Vereador e vice- presidente da câmara, Danilo Barros (PC do B), isto é uma vitória nobre edil, campanha limpa, convincente e ordeira, com respeito ao eleitor e postura de grande no que faz.

O Francisco...

O Francisco da vez chegou de mansinho com ar de padre de comunidade de bairro, com fala mansa e convincente, como disse meu companheiro de profissão Silvio Motta, mas o que ele não contou é que mesmo com os mais de 90 mil votos que teve também era candidato sob liminar, e pra completar perdeu recurso em Brasília e não pode assumir a cadeira de deputado estadual, estamos falando de Ângelo Perugini (PT) o ex- prefeito de Hortolândia, vejam a sina do destino ele tem um histórico vasto de desaprovações de conta até manipulações de pregões, agora o que ele não conta é que tudo que aconteceu em Hortolândia é herança do prefeito que o antecedeu, o hoje vereador Padovani (PSDB), tudo que cresce na cidade hoje, foi atos concedidos pela administração de Padovani (PSDB), o asfalto, as empresas que lá se instalaram o SESI, o progresso que hoje acontece é devido à administração Padovani (PSDB).

O que aconteceu de fato...

Assumindo a prefeitura em 1997, o então prefeito teve o apoio de Renato Cardoso, que passou por diversas secretarias as organizando e fazendo a coisa andar, até ir parar na secretaria de obras, onde executou mais de 80% do asfalto da cidade que era ruas na sua grande maioria de terra, Renato Cardoso também participou das negociações de atrair empresas que hoje gera uma arrecadação acima dos 700 milhões de Reais, juntos revolucionaram a cidade e Angelo Perugini (PT) que era o vice de Padovani (PSDB) na primeira gestão,  abandonou o governo por não concordar em um ato aconselhado pelo MP, de exonerar determinados cargos que na época eram divididos entre aliados de ambas as partes.
Os mandatos de 97/00, 01/04, tiraram a cidade do esquecimento para transformá-la em uma cidade modelo na região metropolitana de Campinas, o que Angelo Perugini (PT) fez e o atual prefeito Meira (PT) vem fazendo é mantendo e se beneficiando do que os outros plantaram não se vê nem um investimento plausível se quer, a cidade passa por transtornos que qualquer cidade está passando por falta de investimento contemplando o crescimento populacional, não existe forma mágica pra isso.

O Pau que bateu em Francisco...

O pau que bateu em Francisco não deixou dúvida que aquela campanha de homem de fé era apenas ilusão, pois só Deus pra salvar Perugini (PT) desta cassação, e os que aqui o defendem como Carlos Pazetti, que pesquisem melhor quem querem apoiar, apesar de Carlos Pazetti ter passado por vários grupos políticos durante o último pleito e não conseguir firmar e nem agregar em nenhum, mas também pudera me disseram que ele perdeu a eleição de sindico por uma lavada no condomínio que mora, e tentou justificar porque não cortava nem a grama do tal condomínio, uma pessoa assim pode entender e defender políticas públicas? Faça me rir porque o tal Carlos defendeu Dixon, aí a casa caiu passou a defender Pavan depois quer defender Perugini como vem defendendo em seu perfil em uma rede social, isto só contempla a sua inexperiência administrativa e política pra não falar outra coisa.

Bom meus caros e respeitosos leitores, termino aqui esta coluna e fique a vontade pra críticas e questionar, pois só estas interação vai nos levar a um debate que poderá agregar e muito a nossa política local, ocupem a política, pois só assim poderemos construir algo que contemplem um bem comum, fiquem com Deus e até a próxima se Deus assim o permitir.



Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.