Header Ads

Seo Services

Acusada de tortura em Praia Grande presta depoimento e acaba presa

Elisângela Fernandes Maciel, de 22 anos, acusada de ser responsável pela agressão e tortura de uma adolescente em Praia Grande, foi presa por volta das 14h30, desta segunda-feira (27), na Delegacia da Mulher da cidade.

A agressora estava foragida desde o dia 29 de setembro, e estava com a prisão preventiva decretada e já havia informado a polícia que iria se apresentar nesta segunda-feira.

De acordo com a delegada Rosemar Cardoso, Elisângela se apresentou na delegacia imaginando estar protegida pela lei eleitoral, com a certeza de que não seria presa. "O artigo 236 veta a prisão de qualquer eleitor, mas ela não é eleitora. A Elisângela não está inscrita na Justiça eleitoral. Isso foi declarado por ela e certificado pela Justiça Eleitoral. A lei não a protege. A Elisângela está presa", afirma a delegada.

O caso ganhou repercussão após a divulgação de um vídeo em que ela aparece apagando cigarros no rosto de uma adolescente de 17 anos.

O caso

No vídeo de pouco mais de um minuto postado no Facebook,  a vítima aparece com vários ferimentos na face, enquanto a agressora lhe dá ordens.  “Quer saber do Bolinho? Vai, fala mais”, se referindo ao apelido do marido, ao mesmo tempo em que apaga um cigarro no rosto da garota.

Apesar de cumprir as ordens da agressora, repetir que não tem interesse por Bolinho e dizer palavras de baixo calão, a vítima é agredida diversas vezes. Num determinado momento, a agressora apaga outro cigarro no rosto da adolescente.
 

Fonte : AT

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.