Header Ads

Seo Services

Novo Moto G ganha TV digital e mantém preço acessível por bom conjunto

O Moto G lançado em 2013 foi o smartphone de maior sucesso já vendido pela Motorola, segundo a própria empresa. Para manter o legado, a segunda geração do aparelho ganhou melhorias de hardware, suporte para dois chips em todas as versões e o recurso de TV digital, exclusivo para o mercado brasileiro.

O aparelho não tem funções mirabolantes. Sua qualidade está justamente em fazer o que se espera de um smartphone a um preço acessível, quando comparado com alguns dispositivos, como o Samsung Grand Duos (vendido por cerca de R$ 1.200), que tem especificações semelhantes. O celular da Motorola roda aplicativos sem engasgos, tira fotos com qualidade aceitável e tem uma tela grande e sensível.

Os únicos pecados do aparelho são o fone de ouvido, que é de plástico e parece frágil, e a ausência de conexão 4G.

Acompanhe a seguir os itens da análise da versão mais cara (R$ 799) do Moto G, com TV digital e 16 GB de armazenamento. Há outra mais barata que custa R$ 699, com 8 GB de armazenamento e sem recurso de TV:

Hardware
Com uma tela de 5 polegadas HD, o novo Moto G ganhou porte de smartphone topo de linha -- apesar de modelos dessa categoria já terem display FullHD (o dobro de definição de uma tela de alta definição). A parte traseira é emborrachada, o que ajuda bastante aderência do aparelho na mão.

Os 11 milímetros de espessura (na parte mais "gorda") do smartphone pouco incomodam quando estão em um bolso de calça jeans masculino -- mesmo com seus mais de dez centímetros de altura.

O aparelho pode desagradar às mulheres, pois cresceu meia polegada comparado com seu antecessor e carregá-lo no bolso de uma calça pode ser chato, dado o seu tamanho.

Fonte : Tec Uol

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.