Header Ads

Seo Services

Timão confia na volta da Fiel para encaminhar vaga às oitavas


Presença maciça de torcedores contra Tijuana e San José, nas partidas no Pacaembu, se torna trunfo da equipe por classificação à próxima fase
O Corinthians voltará a contar com sua torcida em jogos válidos pela Taça Libertadores da América na próxima quarta-feira, às 22h, contra o Tijuana, no estádio do Pacaembu. Por decisão da Conmebol, o clube terá de pagar multa de US$ 200 mil e ficar 18 meses sem torcida quando jogar como visitante. Apesar das restrições, a felicidade de jogadores, comissão técnica e diretoria com a presença da Fiel nas arquibancadas é inegável.
Na vitória por 2 a 0 sobre o Millonarios, da Colômbia, no dia 27 de janeiro, os portões do Pacaembu ficaram fechados. Ao apito final, o triunfo alvinegro ficou praticamente de lado: os jogadores lamentaram a ausência dos torcedores e classificaram como “estranha” a experiência de atuar sem o tradicional estímulo vindo do lado de fora do gramado. Na oportunidade, apenas quatro corintianos, que conseguiram uma liminar na justiça comum, assistiram ao confronto ao vivo.
A perda da invencibilidade de 16 jogos na competição continental, com a derrota por 1 a 0 para o Tijuana, na última quarta-feira, mudou os planos do técnico Tite. O comandante esperava conquistar quatro pontos nos seis disputados contra o time mexicano, mas voltou do jogo fora de casa sem nada na bagagem. Se a vitória no Pacaembu já parecia obrigação, agora, com a presença de mais de 35 mil alvinegros e a necessidade de encaminhar a classificação, a responsabilidade é ainda maior. 
– É necessário padrão técnico. Agora vamos para a nossa casa, jogar com o nosso torcedor, para fazer um grande jogo e retomar a vitória. Esse é nosso objetivo – resumiu o técnico.
Além da dificuldade imposta pelo silêncio, o Corinthians também não terá mais o prejuízo por ter de alugar o estádio do Pacaembu e ficar sem renda. Cada jogo de Taça Libertadores da América, para o clube, significa um valor de aproximadamente R$ 2 milhões em ingressos. Os bilhetes variam entre R$ 50 e R$ 500, e são disputados pelos torcedores – tendo prioridade os adeptos do programa Fiel Torcedor.
O meia Renato Augusto, titular do meio-campo alvinegro nas últimas partidas, ressaltou a importância do calor da torcida, independentemente da forma de manifestação. A estreia do jogador como profissional, em 2005, ainda pelo Flamengo, foi em um jogo contra portas fechadas. Por coincidência, contra o Corinthians. As lembranças de Renato sem presença de torcida passam longe de ser das melhores.
– Queremos o apoio da torcida de todo jeito. Na rua, no caminho, do jeito que for possível. É sempre bom esse carinho – disse.
Segundo colocado do Grupo 5, com quatro pontos conquistados, o Corinthians precisa da vitória na próxima quarta-feira para se reaproximar do líder Tijuana, que tem 100% de aproveitamento, com nove pontos em três jogos. O Timão é seguido de perto pelo Millonarios, com três. O lanterna da chave é o San José, da Bolívia, que tem apenas um ponto.

Fonte : Globo Esporte

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.