Header Ads

Seo Services

Sertanejo Hudson será libertado após pagar fiança de R$ 12 mil em Limeira


Decisão da Justiça saiu no início da noite desta quinta-feira (21).
Músico continua detido na carceragem da Delegacia Seccional.

Cantor Hudson, da dupla Edson e Hudson, foi preso na noite desta 4ª em Limeira (Foto: Reprodução/EPTV)
O cantor Udson Cadorini Silva, de 40 anos, da dupla sertaneja Edson & Hudson, teve a liberdade provisória concedida pela Justiça de Limeira (SP) no início da noite desta quinta-feira (21). O músico, no entanto, só vai deixar a carceragem da Delegacia Seccional do município depois de pagar R$ 12 mil de fiança, o que deve acontecer na manhã desta sexta-feira (22). A decisão é do juiz Rogério Danna Chaib, da 1ª Vara Criminal, que avaliou que o cantor não oferece riscos à sociedade, afastando a necessidade de decretar prisão preventiva. O músico foi preso duas vezes nesta quarta-feira (20) por porte ilegal de armas de fogo. Na primeira vez, durante a madrugada, o cantor estava com uma pistola 380 e um revólver calibre 38 com munição em seu carro. Ele pagou fiança de R$ 6 mil e foi liberado.
À noite, foi preso novamente quando foram encontradas na casa dele uma carabina calibre 38, uma bereta calibre 22 e diversas munições, inclusive de uso restrito do Exército, além de uma porção de maconha.
A Polícia Militar foi à residência do sertanejo, no condomínio Estância Eldorado, com um mandado de busca e apreensão após ter recebido denúncia anônima de que o cantor guardava armas no local. Conforme a decisão judicial, Hudson responderá ao processo criminal em liberdade, mas terá que se apresentar ao menos um vez por mês no Fórum enquanto o processo estiver em tramitação.
Sem privilégios
Em entrevista coletiva no início da tarde desta quinta, o delegado seccional de Limeira, José Henrique Ventura, disse que o cantor seria transferido na manhã desta sexta-feira (22) para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Piracicaba (SP) caso não houvesse nenhuma manifestação da Justiça sobre o caso.
De acordo com o delegado, o sertanejo está sendo tratado como um preso comum na carceragem da Seccional (onde divide uma cela de oito metros quadrados com outro homem) sem direito a visita e se alimentando com a mesma marmita servida aos demais detidos.
Pedido de perdão
Ao ser levado do plantão da Polícia Civil para a carceragem, Hudson conversou com os jornalistas. 
Ele pediu perdão aos fãs e disse que todas as suas armas são registradas. "Vou provar minha inocência, foi só um mal-entendido." Sobre as munições de uso restrito, o cantor disse que eram "presentes". O sertanejo relatou ainda que estava "muito tranqüilo".
'Qual garoto não gosta de armas'
Horas após a segunda prisão, 
o cantor divulgou uma carta. No texto, enviado por e-mail por sua assessoria, ele afirmou ser "uma pessoa pacífica" e questionou "qual 'garoto' não gosta de armas e carros?". Na carta, o músico escreveu ainda que tem defeitos, mas que sabe reconhecê-los.
Entenda o caso
Na noite de terça-feira (19), a ex-mulher do primeiro casamento de Hudson e o marido dela chamaram a polícia depois que o cantor teria avisado que passaria para pegar um de seus carros que estaria na residência do casal. "Sei que ele anda armado e achei que iria arrumar confusão", disse o mecânico de 35 anos, marido da ex-mulher do sertanejo.
A PM abordou o músico na rua, por volta das 2h40 de quarta, após ele passar em frente à casa da ex-mulher, no bairro Vila Cláudia. Além da pistola 380 e do revólver 38, foram encontrados no veículo do cantor um canivete, um soco-inglês e uma faca de cozinha.
Após pagar fiança e ser liberado, Hudson afirmou ao G1 que não fez ameaças e que era colecionador de armas. Já na noite de quarta, após nova denúncia, a polícia foi à casa do cantor e encontrou mais armas, as munições de uso restrito e a porção de maconha.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.