Header Ads

Guarda Municipal de Paulínia prende três e frustra sequestro relâmpago


Três bandidos foram presos pela Guarda Municipal (GM) de Paulínia na noite desta terça-feira, 12, em um sequestro relâmpago, onde um casal foi feito refém. Um dos bandidos preso é filho de policial militar de Campinas.
Segundo informações prestadas na delegacia pelas vítimas e pelos guardas municipais, o crime aconteceu por volta de 22h30, o corretor de imóveis M.B. Quadras, 24 anos, acompanhado da vendedora H.Y. Sgaribaldi, 20 anos, pararam em uma farmácia pela Av. José Paulino, área central da cidade, para comprar chicletes.
Ao voltar para o carro, o corretor foi surpreendido por dois ladrões, que entraram no carro junto com ele, anunciando o roubo. Eles obrigaram o homem a dirigir, enquanto apontavam a arma para a cabeça da mulher.
Um casal que passava no local testemunhou o crime e avisou uma guarnição da GM poucos minutos depois. A informação foi repassada para as demais viaturas e uma delas localizou o carro, um Voyage preto, na mesma avenida, na altura do bairro Europa.
Ao serem abordados pelos policiais, os dois bandidos, que estavam no banco de trás do veículo, abriram as portas e saíram correndo cada um em uma direção. Eles não foram longe, sendo capturados pela guarnição. O terceiro bandido estava na cobertura, com um veículo Fiesta. Testemunhas informaram sobre a atitude suspeita do mesmo nas proximidades do fato e avisaram a GM. Ele foi detido tentando deixar a cidade, sentido à Campinas. Na averiguação descobriu-se que o carro estava em nome de Moreira, abordado momentos antes.
Foram presos o administrador Ricardo de Oliveira Moreira, 25 anos, o operador de empilhadeira Khelowei Ander de Souza Ribeiro, que é filho de policial, e o segurança Luiz Paulo dos Santos, 23 anos. A arma do crime não foi encontrada.
A vítima relatou na delegacia que ao verem as viaturas se aproximando, os bandidos teriam mandado que acelerasse, mas ele parou, favorecendo a prisão dos criminosos.
Os três assaltantes foram autuados em flagrante e transferidos para a cadeia anexa ao 2º DP em campinas.

Foto: Paulínia Extra


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.