Header Ads

Seo Services

Cratera de 10 metros completa dois anos em estrada de Americana, SP


Prefeitura diz que aguarda autorização para explodir rochas na obra. Via está com objetos de construção espalhados, com riscos à população.

A cratera aberta pela força da água da chuva em janeiro de 2011 na estrada municipal que liga Americana (SP) a Paulínia (SP) completa dois anos neste sábado (4) e as obras estão comprometidas porque, segundo a Prefeitura, eles aguardam uma autorização para remover com explosivos algumas rochas do local. Com isso, a via continua com a cratera de pelo menos 10 metros de profundidade.

Sigam o Portal ViZão no Twitter: @PortalViZao

Abaixo da pavimentação, existiam tubulações que não suportaram a pressão da correnteza, após o aumento do volume de água do Rio Jaguari. Na manhã desta sexta (4) o local aparentava estado de abandono, com objetos de construção expostos, muita lama e crianças brincando nesse cenário de risco.
Próximo à cratera, uma placa indica o atraso nas obras cuja verba liberada pelo governo do estado foi de R$ 1,7 milhão. Pelo outdoor afixado no local, o início das obras estava previsto para o dia 21 de maio de 2012 e término seis meses depois.

Crianças brincam próximo a cratera na rodovia que liga Paulínia a Americana
(Foto: Reprodução / EPTV)


“Nós estamos numa região de topografia bem caracterizada, um fundo de vale, aonde temos um curso de água perene. Com o aumento das chuvas, aumenta o seu poder de transporte de material. E note que estamos na curva do rio, onde a água vem, ela não consegue desviar, vai erudindo e transportando segmento. O que era um pequeno problema hoje se tornou um grande problema”, explica o engenheiro civil especialista em geotécnica Douglas Constâncio.
Apesar da aparência de obra parada, a Prefeitura de Americana informou, por meio da assessoria de imprensa, que as obras estão em andamento. Segundo a administração, as partes da ponte que será instalada na via estão sendo montadas em um outro local e serão, só depois, transportadas para a estrada.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.