Header Ads

Seo Services

“O MAL DO ESPERTO, É ACHAR QUE TODOS NÓS SOMOS TONTOS”




 

Olá caros leitores, saudade de estar por aqui, "sincerizando" ou polemizando, mas com a satisfação de cooperar com minha humilde opinião sobre assuntos políticos que sejam de interesses mútuos de todos nós. O intuito é sempre trazer fatos para pensar e debater positivamente no caminho do entendimento.


Não é de hoje que muitos através de escritas publicadas tentam colocar suas opiniões sobre diversos assuntos, dentre eles os políticos que me interessa mais, pois estes acabam movimentando decisões futuras sobre o destino de todos nós. 


O Esperto


Vejo também diversas pessoas que se subjugam entendidos de determinados assuntos e de certa forma, aproveitam para destilar veneno em algo que não concorda, não por ter ou acreditar em uma forma mais otimizada ou até,  por uma outra prioridade sobre aquele assunto ou até ação, mas sim por questões pessoais, questões estas inexplicáveis a olho nu, às vezes por ser prejudicado seus planos escusos ou simplesmente por discordar da postura de determinado governante.


Esta pessoalidade é muito perigosa quando não julgamos o todo, por exemplo, vejo diversas pessoas apoiando e até se colocando dentro de certas ideologias claras, que não entendem ou até não concordam, apoiarem direta e indiretamente na ânsia de discordar e combater o que lhe incomoda, e pensam estar fazendo o certo, que é certo só no entendimento dele próprio, e que nem pra ele é bom, mas em sua cabecinha é um problema a menos, só não entende que está se livrando do que ele nem teve tempo hábil para conseguir julgar se é bom ou um mal necessário.


Acham que somos tontos


Quando cometemos o ato de julgar, temos que nos manter neutros, fora do quadrado, para que possamos avaliar o todo, e não sairmos personalizando atos que nos sentimos ofendidos por outrem que nem conhecemos. Consequentemente movimentamos a opinião pública para um precipício sem volta, e de certa forma é muita irresponsabilidade quando agimos assim, se não tivermos convicção e planejamento, que só se vem, com muito estudo do caso, devemos usufruir daquele ditado “Boca fechada não entra moscas”. 


Um governante que assume uma baderna administrativa, com roubos, desvios, má condutas administrativas que ocorreram durante décadas, um apadrinhamento do estado onde se tem pessoas penduradas nas tetas públicas e que não querem largar, uma constituição que mais parece uma colcha de retalhos, e com leis que favorecem mais criminosos do que famílias, enfim colocar esta casa em ordem requer tempo, com o agravo desta pandemia, mais tempo ainda, e pra completar, embasam-se nesta colcha de retalhos e fazem tudo para que seja disfarçado um golpe de estado, vocês acham mesmo que isto será melhor para o nosso país? Se isto for bom eu sinceramente não sei o que é bom então.



O Trabalho árduo


Trabalhar muito é uma solução de grande alicerçamento da vida e até de um país, mas como trabalhar se quem tem desejos escusos que já provou isso através da roubalheira que cometeram durante décadas, criam factoides o tempo todo, fazem manipulação, se aproveitando da morte como sustentação de suas mentiras, trazem o caos e a instabilidade, cometem juridicamente inversão de valores e soltam bandidos, prendem inocentes, brecam a economia através de ações descabidas e mal sustentadas perante órgãos fiscalizadores, e quando dá errado apontam o dedo justamente pra quem tem a caneta tirada de suas mãos juridicamente através das costuras da tal colcha, se isto for justo, então que o apedrejem em praça pública, ou melhor o crucifiquem, pelo menos assim relembraremos a passagem da época que Jesus foi julgado e condenado por pecadores.


O genocídio que assola nosso país está sendo cometido por todos nós, sem exceção, quando vamos em festas clandestinas, quando não podemos adiar aquela festa tão desejada de aniversário, quando andamos por aí sem nenhuma preocupação ou cuidado de higienização, quando saímos sem necessidade, quando queremos postar que estamos em bar e ninguém tem nada com isso, e também é importante salientar que quando fechamos os olhos para as ações que vem ocorrendo e alimentamos estas ações, sem um líder substituto novo e de histórico ilibado, estamos assinando o atestado de óbito dos mais de 510.000 mortos por esta doença, e não adianta tentar passar a vez, porque moralmente já somos culpados sim, por negligenciarmos os fatos por melindro próprio, típico de meninão criado com a vó, como popularmente chamamos pessoas assim.


Bom caros leitores vou ficando por aqui, e desejando que as mentes abram e também me solidarizo por todas as famílias que perderam seu entes queridos para essa doença pedindo desculpas por tamanha negligência de todos nós, quando ao invés de estarmos cobrando todos os verdadeiros responsáveis cada um ao seu mérito estamos aqui debatendo coisas básicas que já deveriam estar sanadas. 


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.