Header Ads

Seo Services

Prefeitura libera funcionamento de setores da economia

Por enquanto, Paulínia tem contabilizados 91 casos de Covid-19; Comerciantes terão que cumprir regras
Salões de Cabelereiros são beneficiados com
o novo decreto feito pela Prefeitura de Paulinia
A Prefeitura de Paulínia (SP) anunciou nesta semana a implantação de um plano que visa flexibilizar por intermédio da reabertura de alguns serviços. Para atender demandas da população, a lei emitida permite, por exemplo, que voltem a funcionar escritórios de contabilidade, advocacia, administração, além de barbearia, cabeleireiros. O texto também estabelece o encerramento do estado de calamidade no município. Agora, o município está sob situação de emergência. De acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde, Paulínia tem 91 casos do novo coronavírus, com uma morte confirmada até esta quarta-feira (27). A vítima, um homem de 73 anos, tinha comorbidades e morreu em 22 de abril. Mas os beneficiados terão que cumprir alguns preceitos. Os proprietários devem instaurar medidas de segurança sanitária que evitam aglomeração, além de disponibilizar itens de higienização e de desinfecção (álcool em gel, pias ou lavatórios). A obrigatoriedade do uso de máscara também permanece. No ambiente, será preciso estabelecer medidas de distanciamento de, no mínimo, um metro e meio entre os clientes e usuários; atendimento individualizado mediante agendamento e hora marcada; disponibilização de equipamentos de proteção individual aos trabalhadores. Os decretos de flexibilização dos municípios precisam ter acordo com as regras estaduais. Os setores beneficiados são os seguintes: Alimentação: supermercados e congêneres (mercearias, açougues, peixarias, pesqueiros); estabelecimentos de alimentação de animais, bem como os serviços de entrega (delivery) e “drive thru” de bares, restaurantes, padarias e lojas de conveniência; Abastecimento: transportadoras; serviços de entrega de mercadorias; postos de combustíveis e derivados; distribuidora de água e gás; oficinas de veículos automotores; lojas de material de construção; empresas de locação de veículos e concessionárias de venda e revenda de veículos automotores; Segurança: serviços de segurança pública e privada; Serviços: oficinas de conserto de eletrodomésticos e eletrônicos; oficinas de costura, loja de aviamentos e tecidos; escritórios de contabilidade, advocacia, administração e consultoria; serviços de barbearia, cabeleireiros e similares; serviços de massoterapia e podologia; serviços de jardinagem; serviços de inspeção veicular; serviços de despachante; serviços de lava-jato e limpeza veicular; borracharia; serviços de guinchos; correspondentes bancários; Comunicação social: meios de comunicação social, inclusive eletrônica, executada por empresas jornalísticas e de radiodifusão sonora e de sons e imagens, serviços de call center; Retomada de outros serviços O decreto define também que outras medidas de flexibilização das atividades comerciais e a divulgação do cronograma das fases de abertura para as demais atividades ficam condicionadas “à avaliação criteriosa de dados técnicos e epidemiológicos de saúde quanto à evolução da pandemia”. Toda e qualquer liberação futura será submetida ao Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus e terá como critério que a cidade atinja índice de isolamento social mínimo de 55%.

Fonte: Jornal Aqui Paulínia

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.