Header Ads

Seo Services

Paulínia faz 54 anos em plena crise política

Apesar das tradicionais festividades realizadas no ginásio João Aranha, Paulínia comemorou nesta quarta, 28, 54 anos de emancipação em clima de apreensão política, com acusações de corrupção que colocaram o Executivo e Legislativo na berlinda e fizeram a cidade escalar o noticiário nacional. A mais recente crise foi a instalação da Comissão Processante que investiga 13 dos 15 vereadores eleitos em 2016 e que foram afastados por ordem judicial. Os suplentes terão 90 dias para analisar a denúncia de compra de apoio político por parte do prefeito Dixon Carvalho (PP).
Políticos, sindicalistas e personalidades da cidade buscam maneiras para ressaltar as qualidades de uma cidade que no passado era referência em qualidade de vida e investimento público. "E uma cidade com um povo batalhador e guerreiro. Na política, o Ministério Público acompanha e precisamos olhar para frente. A população não pode baixar a cabeça", disse o vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários, Izael Soares de Almeida.
 "O clima de insegurança política nos deixa muito temerosos".
Prefeito e protagonista do furacão político, Dixon Carvalho (PP) afirmou que a cidade deve celebrar mais um ano de existência. "Temos mais três anos pela frente e tenho certeza que vamos concretizar todos os projetos que temos para a cidade", disse o prefeito durante a cerimônia que teve direito até a bolo e parabéns a você, também com distribuição de lanche e refrigerante. "Quero parabenizar Paulínia por todas as conquistas e reafirmar meu compromisso de continuar trabalhando sempre para garantir cada vez mais qualidade de vida para os cidadãos", afirmou o mandatário.

Fonte: TD


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.