Header Ads

Seo Services

Operação da PF têm mandado de busca e apreensão em empresa de fachada de Paulínia

Foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão em casas e empresas, sendo um deles em Paulínia
A Polícia Federal e a Receita Federal realizaram na manhã de quinta-feira (1) a Operação Descarte, que combate um esquema de lavagem de dinheiro formado por uma rede de empresas de fachada que tinham como proprietários os chamados “laranjas”.

 Foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão em casas e empresas, sendo um deles em uma empresa de Paulínia. Segundo a Polícia Federal, o alvo em Paulínia foi uma empresa utilizada no esquema para a lavagem de dinheiro, mas que não tinha negócios com a administração da cidade.

 O restante dos mandados foram cumpridos nas seguintes cidades: nove em São Paulo; um em Santos; dois em Belo Horizonte e dois na cidade mineira de Lamin.

 Segundo a PF, as empresas participantes do esquema, que são prestadoras de serviços de limpeza, simulavam a venda de mercadorias ao cliente do “serviço” de lavagem de dinheiro, que então pagava por produtos inexistentes por meio de transferências bancárias ou boletos, dando aparência de legalidade ao negócio.

 As quantias recebidas eram transferidas para diversas outras empresas de fachada, que remetiam os valores para o exterior ou faziam transferências para pessoas ligadas ao cliente inicial.

A investigação revelou que uma empresa concessionária de serviços públicos de limpeza no município de São Paulo utilizou a rede profissionalizada de lavagem de dinheiro, tendo simulado a aquisição de detergentes, sacos de lixo, uniformes etc, entre os anos de 2012 e 2017.

 Foram repassados mais de R$120 milhões para terceiros ainda não identificados. Segundo a Receita Federal, a organização como um todo emitiu mais de R$ 900 milhões em notas fiscais com indícios de fraude.

Fote JP

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.