Header Ads

Seo Services

Motoristas reclamam de trânsito próximo a ponte do Rio Atibaia

Paulínia vem enfrentando um grande problema no trânsito, moradores da região popularmente conhecida como "depois da ponte", enfrentam todos os dias nos horários de pico grande trânsito e lentidão na Avenida José Paulino, principalmente próximo a Ponte sobre o Rio Atibaia, que é o único local que liga o Centro aos bairros da região do João Aranha, o problema não é de hoje, ele se pendura há pelo menos seis anos, quando uma emissora veio na cidade para pedir medidas que solucionassem o problema, porém seis anos depois a cidade, que hoje tem aproximadamente 10 mil habitantes a mais, continua enfrentando a mesma situação, inclusive foi prometido a construção de uma nova ponte que poderia ligar a região do Parque da Represa a região do João Aranha, porém até hoje nada foi feito, no entanto a atual administração prometeu tomar medidas para tentar reduzir a lentidão, segundo a prefeitura eles irão desviar parte do trânsito que vai para Av. Paulista para a Avenida Av. Eng. Roberto Mange na tentativa de distribuir o trânsito e assim trazer mais rapidez, veja abaixo o que disse o engenheiro da prefeitura e o Secretário de Obras e Serviços Públicos:
“Estivemos fazendo o acompanhamento da operação do semáforo da Avenida Paulista na terça-feira e na sexta feira a tarde (Dias 20 e 23 de fevereiro) e verificamos que a operação está normal. Não é o semáforo que está causando a lentidão” informou o engenheiro Alair Roberto Godoy, do Departamento de Mobilidade Urbana da SMTRANS. De acordo com Godoy, há algumas medidas sendo propostas para melhorar a fluidez da Avenida José Paulino e na Avenida Paulista, que dependem de pequenas obras. “Estamos trabalhando com a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos para efetivar medidas de melhorias. Porém as alterações somente poderão começar a apresentar resultados dentro de um prazo de 90 dias. Uma coisa é muito importante, na Avenida Paulista eram registrados acidentes com pedestres e alunos da faculdade. Com esse quadro, decidimos priorizar a segurança. Sempre que a segurança do pedestre estiver em jogo, optaremos pela segurança, ainda que isto implique em alguma perturbação na fluidez viária”, afirmou Godoy.
A funcionária do colégio fez coro com o engenheiro: “Até entendemos que os motoristas tenham que esperar um pouco mais, alguns segundos enquanto o semáforo está fechado, mas acho que antes perder alguns segundos do que perder uma vida humana. Todos podemos colaborar um pouco pela preservação da vida. Com certeza melhorou muito depois da instalação do semáforo. Agradecemos a Prefeitura pelo trabalho”, destacou Alegretti.

Fonte PO

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.