Header Ads

Seo Services

Proposta de lei orçamentária prevê arrecadação recorde de R$ 1,5 bilhão para Paulínia em 2018; projeto deu entrada na Câmara de Vereadores

Prefeitura de Paulínia espera uma arrecadação recorde de R$ 1,5 bilhão em 2018. A estimativa está no Projeto de Lei nº 65/2017, que estima receita e fixa despesas para o exercício financeiro do próximo ano e já foi enviado à Câmara Municipal.

O prefeito Dixon Carvalho (PP) encaminhou nesta sexta-feira, dia 30, ao Legislativo, a proposta de lei orçamentária para Paulínia em 2018, junto com o Projeto de Lei nº 64/2017, que trata do Plano Plurianual para o Quadriênio de 2018-2021 .
O projeto orçamentário do governo Dixon fixou as receitas e despesas de Paulínia para 2018 em exatos R$ 1.526.253.000,00. Este valor é R$ 131.862.400,00 a mais do total previsto para este ano pelo governo passado (R$ 1.394.390.600,00).

Do bolo, cerca de R$ 1,3 bilhão ficará com a Prefeitura, R$ 34,3 milhões serão destinados para manter a Câmara de Vereadores e R$ 131,5 milhões irão para os cofres do Instituto de Previdência dos Funcionários Públicos de Paulínia (Pauliprev).

Mais

Entres as áreas com mais recursos, estão Educação (R$ 366 milhões), Saúde (339 milhões) e Administração (R$ 191 milhões). A Segurança Pública ficou com R$ 58 milhões. As menos favorecidas são Habitação (R$ 4 milhões) e Gestão Ambiental (R$ 7,7 milhões).

Pela proposta orçamentária, Paulínia, com cerca de 5 mil servidores públicos, prevê gastar R$ 783 milhões com pessoal e encargos trabalhistas.

Recesso

Antes de ir à votação em plenário, os vereadores de Paulínia terão um prazo para analisar a proposta orçamentária do Executivo para o próximo ano. Porém a Câmara Municipal não entrará em recesso no final do ano enquanto não votar esse projeto de lei.

Fonte: 24hrs

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.