Header Ads

Seo Services

Sem licitação, alunos de Paulínia podem ficar sem merenda

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) suspendeu a licitação da Prefeitura de Paulínia para a contratação da empresa que seria responsável pela merenda escolar na cidade pelos próximos cinco anos. A abertura do pregão seria realizada na última terça-feira (27) no Paço Municipal, mas um dia antes, na segunda-feira (26), o Portal da Transparência divulgou o Edital de Suspensão. Não há uma nova data para a retomada da licitação.

Com a suspensão do certame, a Prefeitura de Paulínia passa a depender exclusivamente de um contrato que vigora até o início do mês de agosto para garantir a merenda. Se uma nova concorrência não for finalizada neste prazo, os itens alimentícios poderão faltar na refeição dos alunos da rede de ensino de Paulínia durante o segundo semestre.
Atualmente a merenda é fornecida pela RC Nutry Alimentação Ltda, que em fevereiro deste ano foi contratada emergencialmente pela Prefeitura de Paulínia pelo valor inicial de R$ 13.197.960,00. Ela fornece toda a alimentação das unidades escolares públicas pelo período de seis meses.

Mas, o contrato emergencial entre a Prefeitura de Paulínia e a RC Nutry já foi alvo de polêmicas, inclusive, com um pedido de abertura de Comissão Processante (CP) na Câmara de Vereadores para apurar possível direcionamento e suspeitas de superfaturamento, mas a maioria dos vereadores optaram por arquivar o processo.

Fonte: JT

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.