Header Ads

Seo Services

Prova da Unicamp tem mudança na primeira fase do vestibular 2017

Vestibular 2017 da Unicamp recebeu 73,4 mil inscrições (Foto: Reprodução G1)
Serão 12 questões interdisciplinares e não 4 como no ano passado.
Para professor, alteração pode ajudar a 'peneirar' os candidatos.
A prova da 1ª fase do vestibular 2017 da Unicamp neste domingo (20) terá 12 questões interdisciplinares, ao invés de quatro, como nos anos anteriores. A universidade vai aplicar a prova para 73.487 candidatos. Neste ano, são 3.320 vagas  distribuídas em 70 cursos de graduação.
O exame terá 90 questões de múltipla escolha, distribuídas da seguinte maneira: 13 testes de língua portuguesa e literaturas de língua portuguesa, 13 de matemática, 9 perguntas de história e 9 de geografia (incluindo filosofia e sociologia), 9 de física, 9 de química, 9 de biologia, 7 de inglês, além das 12 interdisciplinares.
Preocupação?
Para o estudante Lucas Ferreira Bento, de 18 anos, que está prestando medicina na Unicamp e estuda de 6 a 8 horas por dia, a mudança na primeira fase não gerou nenhum tipo de preocupação extra.
"É a primeira vez que presto medicina, já tinha feito como treineiro. Eu acho que as questões interdisciplinares favorecem quem está mais preparado, quem se empenhou mais. Não mudou minha rotina de estudos. A Unicamp é a minha primeira opção", explica.
Mesma opinião tem o estudante Andrey Chen, de 16 anos, que está prestando matemática neste vestibular. "A interdisciplinaridade nunca foi um problema pra mim. Tento não me preocupar tanto. É a primeira vez que vou prestar matemática, estou tranquilo", conta.
Mudanças positivas
Para o professor Marcelo Dias Carvalho, coordenador geral de uma rede de cursinhos, as mudanças na prova da primeira fase são positivas. "A gente vê isso de uma forma positiva. O que a gente percebe é que as questões ao invés de interdisciplinares, elas são multidisciplinares, duas ou mais matérias. E isso é bom, o mundo é assim", explica.
O professor destaca ainda que a mudança ajuda a "peneirar" os candidatos. "O grau de exigência para o aluno acertar uma questão como essa é maior, porque ele começa a ler e de repente, ele tá lendo uma poesia que vai falar de matemática no final. Então, se o aluno não está acostumado, ele realmente não entende a proposta [...] ele tem que entender o conceito e depois relacionar", afirma

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.