Header Ads

Seo Services

Número de latrocínios mais que dobra na RMC

O número de latrocínios aumentou 133% na RMC (Região Metropolitana de Campinas) no primeiro semestre deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. Foram 14 roubos seguidos de morte neste ano, ante seis de janeiro a junho de 2014. Os dados foram divulgados ontem pela SSP (Secretaria Estadual de Segurança Pública).
Campinas foi o município que apresentou o maior número absoluto de latrocínios, com oito casos registrados até agora no ano. Desses, dois ocorreram no mês passado e três em maio. No primeiro semestre de 2014, foram quatro casos.
Hortolândia e Monte Mor não tiveram registro de latrocínio nos primeiros seis meses de 2014, mas nos dois municípios houve casos de roubos seguidos de morte este ano.
Um dos latrocínios em Hortolândia em 2015 aconteceu em maio, quando o metalúrgico Eduardo Pereira Amorim, 34, foi morto a tiros ao ter a casa invadida.
Segundo a mulher da vítima, o suspeito, um adolescente de 17 anos, exigiu que ele abrisse o portão do imóvel e atirou quando a vítima abaixou para pegar o controle eletrônico. O crime aconteceu no bairro Terras de Santo Antônio.
POUCO REPRESENTATIVO
Para o ex-secretário nacional de Segurança Pública no governo FHC e coronel aposentado da PM (Polícia Militar) José Vicente da Silva Filho, o aumento não representa uma alta considerável na ocorrência desse tipo de crime na região.
"A quantidade absoluta ainda é muito pequena, apesar de o crime ser violento. Se você imaginar o quanto de latrocínios ocorre no universo de roubos, isso levando em conta os números de roubos que são registrados, não ocorrem mortes em mais ou menos 99,95% dos roubos. Mas estatisticamente não é um fenômeno que compromete a região", afirmou o especialista.
A assessoria de imprensa da SSP informou que "as polícias estão empenhadas em reduzir os indicadores de criminalidade e que uma das provas disso é o aumento de 12,6% das prisões no primeiro semestre do ano na região de Campinas, em comparação com o mesmo período do ano passado".
A Polícia Civil de Campinas informou, via SSP, que no primeiro semestre deste ano foram esclarecidos dez casos de roubo seguido de morte.

Fonte TD

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.