Header Ads

Seo Services

Mulher de 114 anos mente idade para criar perfil no Facebook

Americana Anna Stoehr é de 1900, e rede permite nascido a partir de 1905.
Em carta datilografada a Zuckerberg, ela disse: 'Eu ainda estou aqui'.
Uma norte-americana de 114 completos no último domingo (12) teve de recorrer a um artifício comum a crianças para conseguir criar uma conta no Facebook. Considerada a cidadã mais velha de Minessota (EUA), Anna Stoehr mentiu a idade para ter seu perfil na rede social.
Em vez de declarar ter mais de um século de idade, Anna informou ter 99 anos, segundo reportagem de uma afiliada da emissora de TV “NBC”. Ela não mentiu por ter vergonha da idade. Isso ocorreu porque o ano de nascimento mais remoto permitido pelo Facebook para que um perfil seja criado é 1905. Isso inviabilizou que Anna declarasse ter nascido em 1900.
'Estou aqui'
Ao não conseguir entrar no Facebook, Anna escreveu, com o auxílio de Ramirez, uma carta a Mark Zuckerberg, cofundador e presidente-executivo da rede social. “Eu ainda estou aqui”, dizia ela em texto datilografado em uma máquina de escrever antiga. O recurso de Anna é feito de forma recorrente por crianças menores de 13 anos, idade mínima exigida pelo Facebook para entrar na rede.
Pelo Facebook, Anna se conecta com os parentes e amigos, como o representante comercial da Verizon, Joseph Ramireza. A amizade entre os dois nasceu quando o filho da idosa, Harlam Stoehr, de 85 anos, foi comprar seu primeiro smartphone, um iPhone, e falou sobre a mãe. Como o comprador já não é nenhum garoto, Ramireza quis saber mais sobre a mulher. Quando soube a idade dela, quis conhecê-la.
Não pergunte ao Google
Ramireza ensinou a Anna como mandar e-mails e a fazer pesquisas no Google. À CNBC o vendedor contou que riu quando Anna lhe disse que ele deveria ter perguntado a ela e não buscado no Google informações sobre a feminista Susan B.Anthony, morta em 1906 aos 86 anos.
Hoje moradora de uma comunidade para aposentados, Anna nasceu em um tempo em que a família não possuía telefone, carro ou luz elétrica. Atualmente, ela conversa com conhecidos pelo FaceTime em seu iPad novo.
Nas contas de uma organização que mapeia indivíduos centenários, Anna é a sétima pessoa norte-americana mais velha. A mais velha é uma morada de Arkansas de 116 anos.
O contado de Anna com a tecnologia não surpreende a família. “Essa é uma característica da minha mãe. Ela foi curiosa durante toda sua vida e continua a ser curiosa”, afirmou o filho Harlan.


Fonte : G1

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.