Header Ads

Seo Services

Campinas terá um novo teatro municipal de ópera no Parque Ecológico


Prefeito Jonas Donizette apresentou projeto ao governador Geraldo Alckmin na sexta (22). As obras devem começar até o fim do ano
A prefeitura de Campinas anunciou a construção de um teatro de ópera na cidade, dentro do Parque Ecológico Monsenhor Emilio José Sallim, por meio de um convênio com o governo do Estado.

O novo teatro de Campinas deverá ter capacidade para cerca de 900 pessoas, para os mais variados espetáculos, e as obras devem começar até o final de 2013.

A viabilidade do novo espaço cultural foi discutida em uma reunião entre o prefeito Jonas Donizette (PSB) com o governador, Geraldo Alckmin (PSDB), na sexta-feira, dia 22 de fevereiro, no Palácio dos Bandeirantes, e ainda contou com a presença dos secretários municipais de Cultura, Ney Carrasco; Infraestrutura, Carlos Santoro; Comunicação, Luiz Guilherme Fabrini, além do secretário estadual de Cultura, Marcelo Araújo. De acordo com nota enviada pela assessoria de imprensa da Secretaria de Cultura do Estado, na audiência ficou acertado que "o Governo de São Paulo cederá à prefeitura uma área estadual de 5 mil metros quadrados, dentro do parque Monsenhor Salim. Além disso, por meio de convênio, a Secretaria da Cultura repassará todo o valor necessário para que o município realize a obra."

A secretaria estadual do Meio Ambiente avaliará o Parque Ecológico para saber quais são as áreas de proteção ambiental dentro do local para que seja utilizado um espaço permitido para construção.

O projeto, elaborado pelo arquiteto Carlos Bratke e doado ao município como contrapartida à implantação do residencial Swiss Park, também contará com camarins, coxia, cabines para imprensa, camarotes, sanitários, saídas de emergência e estacionamento, além de uma acústica especial para a apresentação de óperas. O palco, de aproximadamente 306 metros quadrados, terá dois espaços abertos em sua parte inferior. Além do tradicional fosso para a orquestra, haverá uma espécie de 'hall' para receber mostras e exposições. O projeto ainda possui outros seis pavimentos: quatro superiores e dois pisos técnicos.

O marco inicial da obra será um concerto da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, a maior da América Latina, no próprio espaço escolhido para a construção.

Fonte: Campinas

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.