Header Ads

Seo Services

Paulinho muda agente, mas nega saída do Corinthians


Jogador vem sendo alvo de propostas da Internazionale de Milão
Ainda mais valorizado depois de participar com destaque da campanha vitoriosa do Corinthians no Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, no Japão, o volante Paulinho segue sendo cobiçado por grandes clubes do futebol mundial. Nesta quinta-feira, porém, o jogador reafirmou o seu desejo de continuar atuando pela equipe brasileira, como já havia feito no ano passado após a conquista da Copa Libertadores da América, e garantiu não ter sido procurado por outros times após a expressiva conquista corintiana em solo japonês.
"Não recebi nenhuma ligação (depois do Mundial). Como sempre coloquei, permaneço no Corinthians, não veio proposta oficial, se chegar, vou passar a vocês (jornalistas), o planejamento é permanecer e conquistar novas conquistas pelo Corinthians", afirmou Paulinho, em entrevista coletiva no CT Joaquim Grava.
O jogador também negou que o fato de ter se associado recentemente a Giuliano Bertolucci, um influente empresário com bom trânsito entre clubes europeus, esteja ligado a um possível desejo de acertar, em um futuro próximo, a sua transferência para um time do exterior.

E, ao ser questionado se a contratação de um novo agente lhe dá uma nova perspectiva profissional, o atleta enfatizou que a sua própria palavra é a que conta na hora de definir os rumos de sua carreira - ele está na mira da Inter de Milão desde o ano passado e o clube italiano poderá fazer uma nova proposta ao volante neste mês, após a abertura de nova janela de transferências internacionais.

"Para mim não muda nada, o importante é estarmos trabalhando em parceria: eu, ele (Bertolucci) e o Pão de Açúcar (Audax, dono de 50% dos direitos econômicos do jogador, enquanto o Corinthians possui os outros 50%). Não é porque ele é um grande empresário que é pra gente ir para fora, é para me ajudar. Estava com a Brunoro Sports (empresa de marketing esportivo), continuei com o Pão de Açúcar, não com a Brunoro Sports", disse Paulinho, para em seguida ressaltar: "Aprendi uma coisa, independentemente da pessoa com quem você trabalha, a última palavra é do jogador, a ultima palavra será minha, quem decide sou eu".

Já ao projetar os próximos desafios com a camisa corintiana, Paulinho acredita que o time não irá se iludir com o sucesso atingido no ano passado e seguirá sem relaxar na busca de novos títulos importantes. "Nós aqui, a comissão técnica, sabemos que será um ano muito mais difícil, mas quanto mais ganhamos mais queremos ganhar, não vai subir a cabeça (o sucesso)", assegurou.

E Paulinho espera continuar ajudando o Corinthians também para continuar atuando com frequência pela seleção brasileira, na qual se firmou em 2012 sob o comando de Mano Menezes, demitido no final de novembro. A volta de Luiz Felipe Scolari ao cargo de técnico do time nacional, por sinal, não faz o jogador se sentir mais pressionado a mostrar um futebol convincente. "Não é com a mudança de treinador que vamos nos preocupar, a convocação depende do que eu fizer em campo, do que vinha fazendo ano passado", aposta.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.