Header Ads

Seo Services

245 mortes confirmadas em tragédia no Rio Grande do Sul


Incêndio começou na madrugada deste domingo na boate Kiss. Polícia trabalha no reconhecimento dos corpos e nos escombros.


Um incêndio que atingiu na madrugada deste domingo (27) a boate Kiss, em Santa Maria, na Região Central do Rio Grande do Sul, já deixou pelo menos 180 mortos. Segundo o major Cleberson Bastianello, comandante do Batalhão de Operações Especiais da Brigada Militar, o número total de vítimas ainda é desconhecido, e há centenas de feridos sendo atendidos em hospitais da cidade.

Nós temos 180 corpos aqui. Pessoas foram levadas em óbito ou feridas para os hospitais da região. Mas repito: esse é o número de mortes que temos aqui. Infelizmente poderá aumentar"

Major Cleberson Bastianello, comandante da Brigada Militar
"Nós temos 180 corpos aqui. Pessoas foram levadas em óbito ou feridas para os hospitais da região. Mas repito: esse é o número de mortes que temos aqui. Infelizmente poderá aumentar", disse Bastianello em entrevista coletiva.

Sigam o Portal ViZão no Twitter: @PortalViZao

A polícia e o Corpo de Bombeiros ainda trabalham no local, checando as circunstâncias do fogo e retirando corpos da área. O número de pessoas que estavam na boate ainda não foi confirmado pelos autoridades. A festa reunia estudantes da Universidade Federal de Santa Maria, dos cursos de pedagogia, agronomia, medicina veterinária, zootecnia e dois cursos técnicos.

Todos os hospitais da região estão recebendo as vítimas. São ao menos seis casas de saúde. Voluntários estão auxiliando os trabalhos na cidade. "Estamos mobilizando todo o estado, temos hospitais de diversas regiões se disponibilizando para ajudar. De Canoas, Santo Ângelo, Santa Cruz, enfim. Todos estão colaborando para oferecer o melhor atendimento possível. Os trabalhos são intensos e é preciso uma mobilização muito grande", ressaltou o Secretário Estadual da Saúde, Ciro Simoni, em entrevista à Rádio Gaúcha.

O Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre, que tem uma unidade especializada em queimaduras, também receberá feridos. Segundo informações preliminares, o fogo teria começado por volta das 2h30 quando o vocalista da banda que se apresentava fez uma espécie de show pirotécnico, usando um sinalizador. As faíscas atingiram a espuma do isolamento acústico no teto do estabelecimento e as chamas se espalharam.

O incêndio provocou pânico e muitas pessoas não conseguiram acessar a saída de emergência. Em seu Twitter, o governador Tarso Genro lamentou a tragédia e disse que vai viajar para a cidade.
Fonte: G1

---------------------

Atualização da redação de jornalismo do Portal Vizão:

Já passa neste momento o número de mortos na tragédia do Rio Grande do Sul, na cidade de Santa Maria de 245 mortes confirmadas. A grande maioria morreu por intoxicação da fumaça e por causa do pânico no momento do incêndio. Poucas vítimas foram por queimaduras.

A casa noturna comportava até 1.000 pessoas, mais há informações que no momento havia 2.000 e as portas de entrada se encontravam trancadas no momento do acidente. O incêndio começou por volta das 2:30 da madrugada. O número de mortes poderá ser maior ainda.

90% das pessoas morreram asfixiadas pela fumaça altamente toxica. O comando dos bombeiros alertou que nunca poderia ser usado material pirotécnico dentro de um recinto fechado. O sinalizador foi utilizado pelo vocalista de uma das Bandas que tocavam na casa noturna. A presidenta Dilma cancelou todos os compromissos para voltar ao Brasil e dar todo apoio as famílias das vítimas, E a organização do resgate pede ajuda de voluntários médicos, enfermeiros e piscólogos para ajudar no tratamento



Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.